ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE PAULA FRASSINETTI
  • CANDIDATURAS 2019/20
  • Formação TIC Formação TIC

Centro de Investigação (CIPAF)

Intervenção

ORSIES

A Escola Superior de Educação é membro do Observatório de Responsabilidade Social & Instituições de Ensino Superior (ORSIES), criado pela Fórum Estudante, em parceria com a Secretaria de Estado do Ensino Superior e Instituições de Ensino Superior, tem como objetivos: I) Reforçar a consciência e a ação cívica da comunidade educativa das IES, no que concerne à Responsabilidade Social; II) Desenvolver ações comuns, partilhadas e com forte impacto social de Responsabilidade Social nas/das IES; III) Partilhar metodologias, instrumentos e boas práticas; IV) Desenvolver iniciativas de investigação-ação sobre Responsabilidade Social que acrescentem valor, através do conhecimento; V) Mobilizar outros stakeholders da comunidade, de âmbito nacional e local para a cooperação com as IES para a Responsabilidade Social.
Duração fev. 2017–2019
Investigador Responsável (IR)
Equipa Ana Paula Gomes; José Luís Gonçalves

Justiça para todos

Catapulta

Este projeto tem como principais objetivos promover a inclusão social de jovens da freguesia da Sé e zonas adjacentes, apoiando-os na construção do seu percurso escolar ou profissional e desenvolver as suas competências pessoais e sociais, valorizando a sua origem e identidade. Tem como principais destinatários jovens entre os 11 e os 24 anos residentes na zona histórica
Parceiros Movimento SOS Racismo; CREFA - Centro Regional de Formação de Animadores; União de Freguesias de Cedofeita, S.to Ildefonso, Sé, Miragaia, Vitória e S. Nicolau; Comissão de Proteção Crianças e Jovens - Porto Central; Círculo Católico de Operários do Porto; ESEPF; Federação Distrital de Associações Juvenis do Porto; Agrupamento de Escolas de Alexandre Herculano - Porto; Instituto Português do Desporto e Juventude; Rede Inducar e Associação de Apoio à Infância Bispo D. António
Duração 1ª ed.: 2013-2015; 2ª ed.: 2016-2018
Investigador Responsável (IR) Gabriela Trevisan; Florbela Samagaio

cmp

esepf

Consórcio “Maior Empregabilidade”

Os objetivos do Consórcio são: enfrentar a mais alta taxa de desemprego juvenil (16/35 anos) nos últimos 30 anos, com uma abordagem pragmática e positiva que, para lá da crise, gere um horizonte de esperança; apostar na valorização de competências transversais para uma maior empregabilidade, nomeadamente identificando a lacunas existentes na perspetiva do mercado de trabalho e dos recém-diplomados; identificar novas profissões e novos mercados de trabalho que ofereçam oportunidades na próxima década; desenvolver uma lógica cooperativa e complementar entre membros do consórcio, mobilizando recursos próprios disponíveis e correspondendo aos interesses e prioridades dos seus membros, no que se refere ao reforço da sua oferta formativa.
Parceiros CEPCEP- Universidade Católica de Lisboa; ESEPF; IADE – Lisboa; Instituto Politécnico de Beja; Instituto Politécnico de Bragança; Instituto Politécnico de Coimbra; Instituto Politécnico Porto; Instituto Politécnico de Tomar; Universidade do Algarve; Universidade de Coimbra; Universidade do Minho; Universidade Portucalense; Instituto Politécnico de Leiria; Instituto Politécnico de Setúbal; Forum Estudante; Universidade de Aveiro; GRACE - Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial; IAPMEI - Agência para a Competitividade e Inovação, I.P; Instituto do Emprego e Formação Profissional, IP; Informa D&B; Instituto Politécnico de Viana do Castelo; Universidade do Minho - CICS; SOCIUS – Centro de Investigação em Sociologia Económica e das Organizações; Universidade de Évora; Universidade do Porto; Universidade Trás-os-Montes e Alto-Douro
Duração 1ª ed.: 2013–2014; 2ª ed.: 2015–2016; 3ª ed.: 2016–2017; 4ª ed.: 2017–2018
Equipa Paula Pequito; Gabriela Trevisan

apcs

esepf

 

O Projeto Promoção para o Sucesso visa apoiar os Agrupamentos/Escolas com vista a um melhor envolvimento educativo de alunos que apresentem baixos desempenhos em Leitura, Escrita e Matemática, com comprometimento das aprendizagens escolares em geral. Partindo do conhecimento científico atual no domínio das Dificuldades Específicas de Aprendizagem (DEA), pressupondo que na génese das mesmas existem disfunções neurológicas, o Projeto: i) disponibiliza formação para professores e outros técnicos; ii) prepara para a avaliação compreensiva dos alunos; iii) e dá a conhecer as estratégias específicas, a serem usadas o mais precocemente possível, na intervenção com crianças e adolescentes com tais perturbações; iv) na fase das ações concretas que o Agrupamento/Escola passa a desenvolver, apoia o desenvolvimento das mesmas e promove a análise e reflexão sobre o processo e seus resultados. 
Investigador responsável (IR): Helena Serra Fernandes
Equipa de projeto: Ana Márcia Fernandes

 

A PAR – Plataforma de Apoio aos Refugiados é uma plataforma de organizações da sociedade civil portuguesa, para apoio aos refugiados, na presente crise humanitária
Duração 1ª ed.: out. 2015 – out. 2016; 2ª ed.: out. 2016 – out. 2017; 3ª ed.: out.2017–out.2018
Equipa 1ª ed.: José Luís Gonçalves; Gabriela Trevisan; Florbela Samagaio; Rui Ramalho; Paulo Machado
2ª ed.: Gabriela Trevisan; Florbela Samagaio; Miguel Prata; José Luís Gonçalves

 

O projeto pretende compreender os processos de construção de autonomia de jovens em risco, a partir dos apartamentos de autonomia onde se inserem e onde se trabalham diferentes dimensões consideradas essenciais à saída das medidas de proteção. Para esse efeito, diferentes instituições socioeducativas desenham projetos de vida com os jovens, articulando essas dimensões a partir de modelos de intervenção específicos que pretendem garantir que, à saída do sistema de proteção, os jovens sejam capazes de viver de modo autónomo a partir de um projeto coerente. Assim, torna-se fundamental compreender o modo como esses processos se organizam, as suas insuficiências e potencialidades e os modos como os jovens participam na definição do seu próprio projeto de vida. Partindo da análise das respostas existentes e dos modelos preconizados, o projeto aprofundará os modos de construção dessas respostas, contribuindo para a construção de modelos respeitadores dos direitos dos jovens.
Parceiros ESEPF; ASAS de Santo Tirso; CLDS+ Póvoa de Varzim
Duração 1ª ed.: 2015–2018; 2ª ed.: 2018–2019;
Equipa Gabriela Trevisan; Florbela Samagaio; José Luís Gonçalves
Investigadores colaboradores Carlos Peixoto; Inês Carvalho; Igor Magalhães
Investigador de iniciação CelesteFerreira

Projetos Terminados

 
 

Assessoria e diagnóstico da relação escola-família, visando a promoção de atividades de mediação entre pais, família, comunidade e escola, numa perspetiva comunitária.
Parceiros ESEPF; Agrupamento de Escolas do VISO
Duração 2016-2017;
Equipa Gabriela Trevisan; Florbela Samagaio; Luísa Rodrigues

 

As ações a desenvolver pelos CLDS+ integram os seguintes eixos de intervenção: a) Eixo 1: Emprego, formação e qualificação; b) Eixo 2: Intervenção familiar e parental, preventiva da pobreza infantil; c) Eixo 3: Capacitação da comunidade e das instituições. Cada eixo de intervenção é concretizado através de ações obrigatórias, em função da caracterização do território a abranger pelos CLDS+, podendo ser excluídas ações integradas em algum(ns) eixo(s), desde que sejam abrangidas por outros programas que desenvolvam ações idênticas ou se destinem ao mesmo público alvo.
Duração 2014-2017
Equipa Gabriela Trevisan; Florbela Samagaio; José Luís Gonçalves

 

Conceção e implementação de uma ferramenta tecnológica a alojar na web, designada “mapa digital interativo” (MDI), baseada nos Sistemas de Informação Geográfica (SIG) com um conjunto de vantagens para o município, tais como: - permitir manter um diagnóstico social atualizado e acessível aos agentes pessoais e institucionais no território, - favorecer mecanismos de cooperação sistemática entre instituições, otimizando a gestão de recursos na intervenção social e - fundamentar tomadas de decisão política de natureza social, de forma objetiva e sustentável, permitindo, desta forma, concretizar prospetivamente as políticas de coesão social delineadas na União Europeia para o período de 2014-2020.
Parceiros ESEPF; ESRI
Duração 2017-2018
Equipa Vitor Ribeiro; José Luís Gonçalves; Florbela Samagaio; Gabriela Trevisan

Parceiro Câmara Municipal do Porto
Duração 2ª ed. 2014-2016
Equipa 1ª ed. Isabel Cunha, Carlos Afonso, Paula Medeiros, Ivone Neves
2ª ed. Carlos Afonso, Paula Medeiros, Ivone Neves
+ Info
Parceiro Câmara Municipal do Porto
Duração 2013-2014
Equipa Isabel Cunha, Joana Cavalcanti
 
Desenvolvido pela ESEPF e pela ESRI Portugal para o Pelouro da Coesão Social da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, este geoportal constitui uma ferramenta de apoio ao diagnóstico, planeamento, monitorização e avaliação da intervenção social num determinado território. Facilita o processo de gestão municipal da área social para a tornar mais sustentável e eficiente com a participação das instituições que compõem a Rede Social.
Parceiros ESEPF; Cruz Vermelha; Câmara Municipal da Póvoa de Varzim; ESRI
Duração 2013-2014
Investigador Responsável (IR) Vítor Ribeiro
Equipa José Luís Gonçalves; Florbela Samagaio; Gabriela Trevisan
 
Resultante do acompanhamento e monitorização do Projeto Fénix, o foco da investigação visou responder à seguinte pergunta: o que é que faz com que alunos com “baixo rendimento escolar” a Português e a Matemática, nos 2º e 3º ciclos do ensino básico, melhorem os seus conhecimentos e recuperem? O objetivo da investigação centrou-se na identificação dos fatores / marcadores explicativos do sucesso escolar, com a ênfase no sucesso dos alunos com baixo rendimento escolar (dificuldades de aprendizagem). As Escolas que participaram na investigação foram selecionadas segundo critérios geográficos (âmbito nacional: Escolas: 2 Norte, 1 Centro, 2 Lisboa, 2 Alentejo, 1 Algarve) e que tivessem tempos diferentes de implementação de Projeto Fénix (1 Escola = 6 anos | 3 Escolas = 5 anos | 3 Escolas = 2 anos | 1 Escola = 1 ano). Foram entrevistados 31 Professores (Matemática/Português) das Turmas Fénix e/ou Ninho com idades compreendidas entre 35 e 57 anos e com
Parceiros Centre for Studies in Human Development (CEDH), Universidade Católica Portuguesa, Porto.
Duração 2012-2014
Investigador Responsável (IR) Daniela Gonçalves
 
Assente na participação em Comunidades de Práticas, enquanto processo de (re)construção gradual de conhecimento, de transformação das práticas e dos contextos, de emancipação profissional e de inovação pedagógica, este projeto centrou-se, no âmbito da formação de professores, na análise do desenvolvimento profissional e pessoal destes profissionais com especial ênfase na promoção das capacidades de reflexão crítica, suportado pela tutoria digital.

Parceiros: Universidade Autónoma de Madrid; Universidade de Vigo; ESEPF

Duração: 2011–2015

Investigador responsável (IR): Daniela Gonçalves

Equipa de investigação: Maria Cristina Vieira; Sandra Mónica de Oliveira; Isabel Cláudia Araújo Nogueira; Margaria Quinta e Costa; Rui Ramalho

 
Duração: 2012-2014

Investigador responsável (IR): Joana Cavalcanti

Equipa de investigação: Ana Cristina Pinheiro; Irene Cortesão; Paula Medeiros; Mercedes Blanchard (Universidad Autónoma de Madrid) ; Maria Dolores Muzás (Universidad Autónoma de Madrid); Sara Ribeiro (investigadora externa convidada)

aal4all compete

O envelhecimento da população desafia todos a encontrar soluções que permitam aumentar o tempo e a qualidade de vida no seu ambiente preferido. Assim, entre 2011 e 2014, a ESEPF integra um consórcio de 32 entidades nacionais que pretende desenvolver um ecossistema de produtos e serviços para Ambientes de Vida Assistida (sigla AAL) associado a um modelo de negócio e validado através de um piloto de grande escala.

Parceiros: Microsoft; Universidade do Minho; Consultores Associados de Organização e Informática, L.da; Fraunhofen Portugal; ISCTE, Centro de Computação Gráfica; CITEVE; Retmarker; Exatronic; INOV, INOVA, IPN; ISA; Universidade da Beira Interior; Faculdade de Ciências e Tecnologia, UNL; PIUX, PT Inovação; FEUP; Processnet; NOS; Comfort Keepers, CENTI; Universidade de Aveiro; ESEPF; Be Artis; Glintt for Healthcare; AMI-Casa de Guimarães

Duração: 2010-2013

Equipa: Gabriela Trevisan; Florbela Samagaio; David Cunha (Investigador Júnior contratado)


A Fundação Evangelização e Cooperação (FEC) quer contribuir para o Ano Europeu do Voluntariado com um estudo que responda à seguinte questão: “Qual foi o impacto da ação do voluntariado missionário nos voluntários e nas comunidades locais, ao longo dos últimos 20 anos?” O estudo ficou a cargo do CIPAF.

Parceiro: Fundação Evangelização e Cooperação (FEC)

Duração: out. 2010–out. 2011

Investigador responsável (IR): Adalberto Dias de Carvalho

Equipa de investigação: Ana Paula Gomes; José Luís Gonçalves Florbela Samagaio; Margarida Pechincha; Gastão Veloso (investigador visitante)

lusoinfo multimedia

Supervisão e avaliação científico-pedagógica da implementação de Manual Digital Colaboração CIPAF e LUSOINFO Multimédia para a formação e implementação de um manual digital para uso didático nas escolas.

Parceiros: Universidade do Minho

Duração: 2009-2011

Investigador Responsável (IR): Daniela Gonçalves

Equipa: Rui Ramalho

cirança sujeito de direitos

Este projeto teve como objetivo a divulgação e a promoção da Convenção dos Direitos da Criança (ONU, 1998), junto de professores e crianças. Pode consultar os resultados na Revista Saber & Educar 15.
Parceiros Externato Jardim Flori; Externato Maria Droste; Externato de Santa Margarida; Colégio Novo da Maia; Colégio Luso-Francês; Centro Bem-Estar Infantil e Juvenil Coração de Jesus; Escola EB1 de Gualtar – Braga; Agrupamento Dr. Francisco Sanches – EB1 da Alegria, EB1 S. Victor; Colégio Alemão
Duração 2010-2013 (3 anos)
Equipa Joana Cavalcanti, Daniela Gonçalves, Gabriela Trevisan, José Luís Gonçalves, Maria Cristina Vieira Silva

 
Este projeto visou promover e regular a intervenção de diversos atores junto de famílias vulneráveis e/ou em risco de exclusão social no território do município e abrangidas pelo Contrato Local de Desenvolvimento Social de Vila do Conde, nomeadamente as famílias com crianças que frequentam o Agrupamento de Escolas da Junqueira. . O diagnóstico preliminar realizado e o conjunto de documentos cedidos e referenciados pelo CLDS de Vila do Conde, nomeadamente, o Plano de Desenvolvimento Social da Rede Social de Vila do Conde, o Diagnóstico de Freguesias do CLDS e o Projeto Educativo do Agrupamento de Escolas da Junqueira, apontaram para a necessidade de intervenção especialmente junto das famílias ausentes da escola. O âmbito de intervenção passou por qualificar a relação Escola-Família (e, a um nível mais global, Escola-Família-Comunidade) com vista a potenciar o sucesso destas famílias, trabalhando as competências do agregado em diferentes níveis/áreas de intervenção. Como fases desta intervenção, destacam-se: o aprofundamento dos dados do diagnóstico, em particular, do Agrupamento de Escolas e das Famílias; a seleção das famílias sujeitos de intervenção, com base em instrumentos de observação/categorização realizados pela ESEPF e pelo CLDS; a definição e seleção de áreas de intervenção prioritárias, objetivos e indicadores de avaliação; a estruturação do conjunto de ações de acompanhamento e avaliação da ESEPF em relação ao Agrupamento de Escolas e ao trabalho com as Famílias; a calendarização dos diferentes momentos da intervenção

Parceiros: ESEPF; CLDS – Agrupamento de Escolas da Junqueira – AEJ; Comissão Social Interfreguesias Norte do Ave – CSIFNA

Duração: 2009-2012

Equipa: Adalberto Dias de Carvalho; Gabriela Trevisan; Florbela Samagaio; José Luís Gonçalves; Ivone Neves; Cátia Brás

 

 

O projeto visa melhorar o acompanhamento das crianças e jovens em regime de acolhimento residencial e familiar, em três Estados europeus (Portugal, Bulgária e Croácia), nomeadamente através do desenvolvimento/aperfeiçoamento de mecanismos de apoio à autonomia destas crianças e jovens. 
 Para o efeito, estão previstas:
(i) ações de formação e capacitação de profissionais, 
(ii) constituição de grupos nacionais de discussão, compostos por diversos atores-chave, para a implementação de mecanismos de apoio aos processos de autonomia de crianças e jovens;
(iii) a criação de serviços de apoio a jovens “pós-institucionalizados”.
Financiamento: Comissão Europeia, linha de financiamento Rights, Equality and Citizenship, subordinada ao tópico "Capacity-building in the area of rights of the child" 
Duração 2018-2020 (24 meses)
Equipa Gabriela Trevisan; Florbela Samagaio

 

Este projeto tem como objetivos contribuir para o melhoramento da qualidade e do acesso à educação pré-escolar na província do Niassa: reforçar as competências pedagógicas de educação pré-escolar de agentes educativos, ministérios e estudantes; promover e facilitar as condições para o desenvolvimento integral de 1500 crianças em Lichinga e Cuamba; reforçar competências de Gestão e Administração Escolar de comissões de gestão, agentes educativos, quadros do Ministério e membros da Diocese para gerir e administrar as Escolas Comunitárias e os Jardins de Infância do Niassa; reforçar e aumentar as competências de gestão e coordenação da Comissão Diocesana de Educação; valorizar a Educação de Infância em Moçambique.
Parceiros Diocese de Lichinga (Moçambique); FEC – Fundação Fé e Cooperação (Portugal); Kindermissionswerk (Alemanha); Leigos para o Desenvolvimento (Portugal); Misereor (Alemanha)
Duração set. 2017 – ago. 2020 (36 meses)
Investigador Responsável (IR) Brigite Carvalho da Silva
Equipa Clara Craveiro

 

O projeto pretende melhorar a acessibilidade de todas as crianças a educação pré-escolar de qualidade, garantindo que os agentes educativos têm formação e ferramentas de trabalho adequadas. Para além disso, o projeto procura também garantir que a comunidade reconhece as crianças como agentes proativos do seu percurso de aprendizagem e desenvolvimento integral.
Parceiros Diocese de Lichinga (Moçambique); FEC – Fundação Fé e Cooperação (Portugal); Kindermissionswerk (Alemanha); Leigos para o Desenvolvimento (Portugal); Misereor (Alemanha)
Duração nov. 2018 – jan. 2021
Investigador Responsável (IR) Ana Pinheiro
Equipa Brigite Silva, Clara Craveiro, Paula Medeiros

Projetos Terminados

ricks
Comenius
The objectives of the network are : the setting up of a network of players in school education and management who endeavour to work towards the the internationalization of school spaces; the setting up a technological infrastructure that will be the platform for be a web based space for online video broadcasting, joint publishing and an interactive space that will facilitate peer review and joint publishing by peers as well as a library for the research activities and discussion forums of the network; the setting up of a future oriented pool of experts who will, with the involvement of the rest of the network develop and test the Readiness for Intercultural Change Model for schools; the generation of research outputs, position papers and reflection papers that are the output of network wide forums and research activities as well as policy papers on the internationalization of education
Parceiros CECE (Spain); OAFMalta (Malta); CSI (Italy); Orizzonte (Italy); CEIPES (Italy); FIVE e.V. (Germany); Colégio do Sardão (Portugal); UoWM (Greece); ESEPF (Portugal); IEducofAthens (Greece); IL-MEM (Turkey); YIEMEM (Turkey); BOLU-MEM (Turkey), UL (Poland); WULS-SGGW (Poland)
Duração dez.2010–nov.2013 (36 meses)
Investigador Responsável (IR) Miguel Prata Gomes
Equipa Paula Medeiros; Mário Cruz; Cristina Martins

134367-2007-ES- COMENIUS-CNW
The INTER Network purpose it was to improve quality of education and contribute to innovation in schools by assisting them in the adoption / implementation of an intercultural approach, fostering the reflection on cultural diversity and providing a scenario in which to cooperate, exchange and elaborate practical tools for initial and in-service teacher training. Teachers can make a difference in schools by transforming their own practices and ideas about education and cultural diversity.
Parceiros Universidad Nacional de Educación a Distancia de España (UNED) (Spain); Universidad Complutense de Madrid (UCM) (Spain); Consejo Superior de Investigaciones Científicas (CSIC) (Spain); Ministerio de Educación. Centro de Investigación y Documentación Educativa (CIDE) (Spain); Colegio de Educación Infantil Rosa Chacel (Spain); Colegio Público Miguel de Cervantes (Spain); Fundación Hogar del Empleado (Spain); Centro di Studi Interculturali – Departamento di Scienze dell’Educazione- Universita degli Studi de Verona (Itlaly); Associazione Formazione e Ricerca Internazionale- AFORII (Itlaly); Istituto Comprensivo 17 Montorio (Itlaly); Latvijas Universitate (Latvia); Malti Media House (Malta); Université de la Reunion – Faculté des lettres el des Sciences Humaines- ORACLE (France); International Association for Intercultural Education (Netherlands); Navreme Knowledge Development (Austria); ECORYS Polska Spólka (Poland); Universidade do Porto (Portugal); ESEPF (Portugal); Education Research Institute; Nottingham Trent University (UK); Colégio do Sardão (Portugal); Universitetet i Oslo (Norway); Spikkestad School (Norway)
Duração dez.2007–dez.2010 (36 meses)
Investigador Responsável (IR) Miguel Prata Gomes
Equipa Carlos Afonso; Joana Cavalcanti; Mário Cruz; Paula Medeiros

510345-LLP-1-201 0-1-ES-COMENIUS-CNW
This project aimed to develop, implement and evaluate resource-oriented strategies for violence prevention in cooperation with schools in 5 European countries
Parceiros Centre for Research on Childhood and Adolescence, Protestant University of Applied Sciences, Freiburg (Germany); FALOCHRON –Foundation for Safety and Cooperation at School, Krakow (Poland); School of Social Sciences, University of Halmstad, Halmstad (Sweden); Regional Institute of Social Work in Britanny (France); JEUDEVI – Intelligent Youth Development, Rennes (France); ESEPF (Portugal)
Duração fev.2011–fev.2013 (24 meses)
Investigador Responsável (IR) Miguel Prata Gomes
Equipa Paula Medeiros; Paulo Silva; Vanda Gonçalves

Melhorar a qualidade e a inovação em educação, desenvolvendo, com professores, competências pedagógicas em TIC; Apoiar professores na implementação de novas metodologias pedagógicas assentes em TIC, integrando a Web 2.0 no ensino/aprendizagem; Certificar/acreditar o “E-teacher 2.0” nos sistemas educativos dos países da rede de parceiros.
Parceiros Vocational College Hansenberg (Dinamarca); Metropolitan University College (Dinamarca); Mugla University (Turquia); UNI-C – The Danish Centre for Education and Research (Dinamarca); NITH – Norwegian School of Information Technology (Noruega); Fontys Hogescholen/University of Professional Education (Holanda); ESHA European SchoolHeads Association; ESE de Paula Frassinetti.
Duração set.2010–set.2012 (24 meses)
Equipa João Gouveia; Rui Ramalho


Comenius

Projeto concebido para ajudar os líderes das escolas a desenharem e implementarem sistemas de gestão do conhecimento para as TIC e as integrarem como uma ferramenta para o fortalecimento do desenvolvimento organizacional.


Comenius

Rede europeia com o objetivo de promover a cooperação e a inovação na educação/ensino das ciências a um nível secundário. A nível europeu há importantes desafios e necessidades direcionada a públicos-alvo concretos relacionados com a educação/ensino das ciências, formação e sistemas de assessoria que irão ser desenvolvidos desde uma perspetiva cooperativa.

Duração: 2009 a 2012.

 

Reforço das capacidades da rede diocesana católica de ensino pré-escolar, Lichinga-Niassa, Moçambique. Intervenção direta com 32 Monitores/Professores, 350 Crianças, 330 Encarregados de Educação, 120 elementos das comissões de gestão e 32 responsáveis pelos jardins-de-infância. A ESEPF realiza a adequação pedagógica e a validação científica dos manuais e das ferramentas criadas, além de ser entidade formadora e supervisora dos monitores e dos supervisores em Lichinga.
Parceiros ESEPF; Rede Diocesana Católica de Ensino Pré-escolar, Lichinga-Niassa, Moçambique
Duração fev. 2015 – fev. 2017
Investigador Responsável (IR) Brigite Carvalho da Silva
Equipa Clara Craveiro

Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti: Rua Gil Vicente, 138-142, 4000-255 Porto | Tel. +351 225 573 420/5 | facebook | Mapa do site | Eduroam | © ESEPF.2018