ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAO DE PAULA FRASSINETTI
  • Multirank Multirank
  • Candidaturas Candidaturas – prazos
  • Revista Saber & Educar Revista Saber & Educar

Mestrados

1.ª Fase de Candidaturas
13 a 20 jul.

Mestrado em Intervenção Comunitária

Guia de Candidatura
Guia de Candidatura recorrente

Este Ciclo de Estudos foi acreditado em 03/03/16 pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior

Objetivos

Este ciclo de estudos tem como objetivos: desenvolver e aprofundar conhecimentos na área da intervenção comunitária e nos diferentes domínios de especialização; promover a capacidade de compreensão, análise e operacionalização das questões socioeducativas em contextos institucionais e comunitários; oferecer instrumentos teórico-metodológicos que conduzam a propostas de intervenção rigorosas e à elaboração e gestão de projetos socioeducativos; promover a precisão e o rigor necessários à avaliação de projetos de intervenção em contextos institucionais e comunitários; erigir a ética e a deontologia como eixo de profissionalidade, descobrindo nos problemas e conflitos quotidianos, o espaço/desafio da decisão profissional reflexiva/autónoma, e responsável, fundamentada em valores e princípios da atuação; desenvolver capacidades de investigação-ação no contexto de especialização da intervenção comunitária que permitam a inovação dos conhecimentos e práticas profissionais a ela subjacentes.

Normas Regulamentares

Nº de Vagas

25.

Duração e créditos

4 semestres | 120 créditos.

Direção

Luís Miguel Prata Alves Gomes.

Comissão Executiva

Florbela Maria da Silva Samagaio Gandra | Paula Cristina Pacheco Medeiros.

Regime e horário

Em regime pós-laboral.

 

Plano de Estudos


Aviso n.º 6767/2016 - Diário da República n.º 103/2016, Série II de 2016-05-30

Unidades Curriculares Área
científica
Tipo Horas de trabalho Ects Observações
Total Contacto
1º Semestre

Psicologia Comunitária

CSC

Semestral

175

48 (T:10; TP:15; S:13; OT:10)

7

 

Questões Aprofundadas de Intervenção Comunitária

CE

Semestral

175

48 (T:10; TP:15; S:13; OT:10)

7

 

Políticas Sociais

CSC

Semestral

150

40 (T:15; TP:15; S:10)

6

 

Antropologia Social e Cultural

CSC

Semestral

125

32 (T:15; TP:17)

5

 

Educação Emocional

CE

Semestral

125

32 (T:15; TP:17)

5

 

 
2º Semestre

Pedagogia Intercultural, Migrações e Cidadania

CE

Semestral

175

48 (T:10; TP:15; S:13; OT:10)

7

 

Perspetivas Contemporâneas de Exclusão Social

CSC

Semestral

175

48 (T:10; TP:15; S:13; OT:10)

7

 

Violências na Sociedade Atual

CSC

Semestral

150

40 (T:15; TP:20; OT:5)

6

 

Dinâmicas de Desenvolvimento Local

CSC

Semestral

125

32 (TP:10; TC:12; 0T:10)

5

 

Sociologia das Organizações

CSC

Semestral

125

32 (T:15; TP:17)

5

 

 
3º Semestre

Seminário de Apoio ao Trabalho de Projeto

CE

Semestral

300

90 (S:30; TC:30; OT:30)

12

Início em 2017/2018

Métodos e Técnicas de Investigação Socioeducativa

CE

Semestral

200

45 (TP:20; TC:15; OT:10)

8

Início em 2017/2018

 
3 e 4º Semestres
Trabalho de Projeto CE Anual 1000 180 (TC:30; OT:150) 40 Início em 2017/2018

 

Unidades Curriculares a decorrer no ano letivo de 2016/2017 (Plano de Estudos Antigo)

Unidades Curriculares Área
científica
Tipo Horas de trabalho Ects Observações
Total Contacto
3º Semestre

Métodos e Técnicas de Investigação Sócio Educativa

CE

Semestral

200

45 (TP:20; TC:15; OT:10)

8

 

Seminário de Apoio ao Trabalho de Projeto

CE

Semestral

250

77 (S:32; TC:30; OT:15)

10

 

Acompanhamento ao Trabalho de Projeto

CE

Semestral

300

80 (OT:80)

12

 
 
4º Semestre

Trabalho de Projeto

CE

Semestral

750

30 (OT:30)

30

 

 

Normas Regulamentares

Baixe aqui o PDF com as Normas Regulamentares.

 

Condições de acesso (Decreto-Lei n.º 115/2013, de 7 de agosto, artigo 17.º)

1 - Podem candidatar-se ao acesso ao ciclo de estudos conducente ao grau de mestre:

  1. Titulares do grau de licenciado ou equivalente legal;
  2. Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1.º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este Processo;
  3. Titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado pelo órgão científico estatutariamente competente do estabelecimento de ensino superior onde pretendem ser admitidos;
  4. Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos pelo órgão científico estatutariamente competente do estabelecimento de ensino superior onde pretendem ser admitidos.

2 - O reconhecimento a que se referem as alíneas b) a d) do n.º 1 tem como efeito apenas o acesso ao ciclo de estudos conducente ao grau de mestre e não confere ao seu titular a equivalência ao grau de licenciado ou o reconhecimento desse grau.           

Condições de ingresso (Normas Regulamentares)

1 - São admitidos candidatos à matrícula no Mestrado em Intervenção Comunitária titulares de uma licenciatura, ou equivalente legal, nas áreas da Educação/Ciências da Educação e licenciados em Ciências Sociais e Humanas ou cursos afins;

2 - Outros candidatos detentores de um currículo académico, científico e profissional relevante para os objetivos do mestrado e que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização do mesmo pelo Conselho Técnico-Científico da ESEPF.

Pedidos de informação

nome

e-mail

tel / tlm

assunto

mensagem

Para mais informações, leia a nossa declaração de privacidade.

|

Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti: Rua Gil Vicente, Porto | Tel. +351 225 573 420/5 | facebook | Mapa do site | Eduroam | CV DeGóis DeGóis | © ESEPF.2017