Iniciação à Prática Profissional II

Responsável da Unidade Curricular:
2º Ano | 2º Semestre
Objetivos de aprendizagem
Compreender a estrutura e funcionamento das Escolas do 1º ciclo do Ensino Básico Saber selecionar e aplicar instrumentos de recolha de informação para, numa ótica formativa, proceder à caracterização dos alunos e dos contextos educativos Analisar as diferenças existentes nos atores (professores e alunos) nos diferentes contextos de intervenção em sala de aula, consciencializando-se com a sua orientação profissional Revelar sentido crítico na seleção que faz das fontes de informação Saber relacionar a informação, revelando compreensão pedagógica Identificar perfis diferentes na ação pedagógica ao nível das competências para ensinar Fundamentar, revelando conhecimento pedagógico, a sua opção profissional.

Conteúdos programáticos
1. Perfil geral de desempenho do professor do ensino básico 1.1. Dimensão profissional, social e ética 1.2. Dimensão de desenvolvimento do ensino e da aprendizagem 1.3. Dimensão de participação na escola e de relação com a comunidade 1.4. Dimensão de desempenho profissional ao longo da vida 2. Perfil de competências do professor do 1º ciclo: 2.1. Competências transversais dos professores do 1º Ciclo 2.2. Perfil de competências do professor do 1º ciclo 3. Observação em contextos educativos 3.1. 1º Ciclo do Ensino Básico: características e especificidades do contexto educativo

Avaliação

A UC está estruturada em função de 2 seminários que contextualizam as observações a realizar ao longo do semestre, de modo a que melhor entendam as suas especificidades e o que lhes é solicitado. Os estudantes deverão seleccionar e construir instrumentos de recolha de dados, de modo a que possam obter informações que lhes permitam proceder à caracterização do perfil de competências transversais e específicas do 1º ciclo do Ensino Básico. No horário de OT, os estudantes são acompanhados por um docente que esclarece, encaminha e ajuda a refletir sobre as principais observações e análises realizadas. Tendo por base a observação e registo e/ou análise documental realizada no contexto de 1º CEB e no tempo de trabalho autónomo, o estudante labora um relatório de estágio (100%) referindo as implicações de uma intervenção educativa (observar, planificar, intervir e avaliar), tendo em conta situações de aprendizagem observadas no contexto, recorrendo à bibliografia referenciada nos seminários.

Bibliografia

Becker, F. (2012). Educação e Construção do Conhecimento. Porto Alegre: Penso. Bona, C. (2017). A Nova Escola. Lisboa: Penguin Random House. Calvo, H. A. (2016). Viagem à Escola do seéc. XXI - Assim trabalhamos coleégios mais inovadores do mundo. Saão Paulo: Fundacção Telefonica Vivo. Contreras, J. & Pérez de Lara, N. (2010). La experiência y la investigación educativa. In J. Contreas & N. Pérez de Lara (orgs.), Investigar la experiencia educativa (21-86). Madrid: Morata. Decreto-Lei n.º 54/2018 de 6 de julho. Diário da República n.º 129/2018, Série I de 2018-07-06. Ministério da Educação Decreto-Lei n.º 55/2018 de 6 de julho. Diário da República n.º 129/2018, Série I de 2018-07-06. Ministério da Educação Decreto-Lei n.º 240/2001 de 30 de Agosto. Diário da República n.º 201/2001, Série I-A de 2001-08-30. Ministério da Educação Flores, M. A. (2010). Algumas reflexões em torno da formação inicial de professores. Educação, 33(3), (pp.182-188).