Gestão e acomodações curriculares: princípios e práticas

Responsável da Unidade Curricular:
1º Ano | 1º Semestre
Objetivos de aprendizagem
-Identificar e discutir as possibilidades de diferenciação curricular. -Reconhecer as mudanças de paradigma introduzidas pelo Decreto-lei nº 54/2018. -Refletir sobre o papel do docente de ensino regular na gestão da sala de aula. -Identificar o papel do docente de educação especial no novo paradigma. -Adquirir competências de avaliação compreensiva para a intervenção. -Adquirir competências básicas sobre construção e desenvolvimento de currículos.

Conteúdos programáticos
1. Construção social da diferenciação 2. Abordagem multinível 3. Diferenciação pedagógica na sala de aula 3.1. Acomodações curriculares- decisões a tomar pelo docente 4. Implementação de medidas seletivas e adicionais 4.1. Papel da avaliação compreensiva para a intervenção 4.2. Respostas organizacionais na escola 4.3. Construção e implementação do PEI e do PIT

Avaliação

Existindo uma grande componente de ensino à distância, os estudantes terão ao seu dispor sessões síncronas e sessões assíncronas. A partir desses momentos serão propostas diversas atividades aos estudantes (leitura de textos, resenha crítica de textos, exposição e reflexão sobre casos concretos, fóruns de discussão). As horas de contacto presenciais serão utilizadas para partilha entre os estudantes do seu percurso formativo na unidade curricular. A avaliação terá duas componentes: a) - realização das tarefas propostas nas sessões (30%); b) - realização de um trabalho final de reflexão sobre temáticas propostas pelo docente (70%).

Bibliografia

Afonso, C. (2004). Dos discursos e das possibilidades de construção de um currículo contra-hegemónico na educação de Surdos. Tese de Doutoramento em Ciências da Educação (não publicada). Cosme, A, Trindade, R. (2012) A Gestão curricular como um desafio epistemológico: A diferenciação educativa em debate. Interacções, nº 22,pp. 62-82. Disponível em www.eses.pt/interaccoes Leite, T. (2011). Currículo e Necessidades Educativas Especiais. Aveiro: Universidade de Aveiro. Pereira, F. (coord). (2018). Para uma Educação Inclusiva: Manual de Apoio à Prática. Lisboa: Ministério da Educação/Direção-Geral da Educação (DGE).