Seminário Interdisciplinar II

Responsável da Unidade Curricular:
2º Ano | 2º Semestre
Objetivos de aprendizagem
Problematizar a ação educativa Identificar áreas/domínios de intervenção prioritária no ensino da Matemática na educação básica Propor planos de intervenção adequados a especificidades curriculares da Matemática e das Ciências no ensino básico Debater problemáticas e propostas da investigação sobre práticas eficazes em educação básica Conceber projetos de intervenção/ação pedagógica promotores de aprendizagens de qualidade Organizar recursos educativos atendendo à diversidade de estilos e ritmos de aprendizagem Avaliar opções pedagógicas, nomeadamente à luz da articulação horizontal e da sequencialidade do currículo Reconhecer o desenvolvimento profissional como indispensável à melhoria contínua da atividade docente

Conteúdos programáticos
Qualidade do ensino e resultados das aprendizagens dos alunos Gestão da heterogeneidade aprendente A interdisplinaridade na formação integral do aluno Práticas eficazes à aprendizagem da Matemática e das Ciências Modelos e opções curriculares para educação matemática e científica Construção e desenvolvimento profissional do docente de 1º e 2º CEB

Avaliação

A UC estrutura-se em metodologias ativas, assentes na reflexão e discussão, realizadas em momentos teórico-práticos e desenvolvidas em trabalhos de grupo, sustentados pelos seminários e leituras de bibliografia pertinente para as temáticas em exploração ou proposta pelos dinamizadores dos seminários. O trabalho de campo proporciona a observação e o contacto dos estudantes com contextos reais de intervenção e de investigação/divulgação científica (conferências, laboratórios e exposições, por exemplo). Na orientação tutorial, os estudantes são acompanhados na elaboração de planos de intervenção socioeducativa e no esboço de proposta de artigo científico. Avaliação: portfólio individual (100%) Para o portfólio individual devem reverter (i) os resultados da análise e reflexão emergentes das sucessivas experiências e atividades de aprendizagem (40%); (ii) propostas de intervenção socioeducativa (30%); (iii) o esboço de um artigo científico centrado numa temática educativa pertinente (30%)

Bibliografia

Azevedo,J.,Gonçalves,D.,Gonçalves,J.,Silva,C.,Nogueira,I.,Sousa,J.&Moreira,L.(2014).O que desencadeia o sucesso em alunos com baixo rendimento escolar,no Projeto FENIX.Cadernos FENIX1.Porto:ESEPF/UCP.ISBN 978-989-98940-1-3 Nogueira,I. C.(2015). Análise ontossemiótica de procesos instrucionais de Matemática,melhoria de práticas e desenvolvimento profissional docente.Revista de Estudios e Investigación en Psicología y Educación, 06, 213-217.eISSN 2386 7418 Ribeiro, V., Monteiro, I. B., & Quinta e Costa, M. (2016). Geography, History and Natural Sciences: an interdisciplinary teaching approach with GIS. 8th Inter. Conf. on Educ. and New Learning Technologies (pp. 3329-3335). Barcelona, Espanha: IATED. ISBN: 978-84-6 Saraiva,M.& Ponte,J.(2013).O trabalho colaborativo e desenvolvimento profissional do professor de Matemática.Quadrante, 12(2),25-52 Tomaz,V.&David, M.(2008).Interdisciplinaridade e aprendizagem da matemática em sala de aula.Belo Horizonte:Autêntica Editora.ISBN 9788575263532