Prática de Ensino Supervisionada em 2º Ciclo do Ensino Básico - Matemática e Ciências Naturais

Responsável da Unidade Curricular:
2º Ano | 2º Semestre
Objetivos de aprendizagem
Observar, planificar, concretizar e avaliar a intervenção educativa, tendo em conta uma pedagogia diferenciada; Problematizar a ação educativa, tendo em conta a gestão de recursos e a organização do ambiente educativo de acordo com os princípios da aprendizagem ativa e participativa; Utilizar técnicas e instrumentos de registo, documentação e avaliação do processo de ensino/aprendizagem com uma sustentada preparação científica e académica; Articular práticas e teorias educativas em contexto de Matemática e Ciências Naturais no 2ºCEB; Apresentar e debater propostas educacionais promotoras do sucesso escolar; Identificar o contexto educacional e relacionar com a intervenção educativa; Investigar o contexto e a intervenção educativa; Relacionar o ideário educativo com o Projeto Educativo, Projeto Curricular e intervenção educativa em 2ºCEB MCN.

Conteúdos programáticos
1- Observação, planificação, concretização e avaliação da intervenção educativa em Matemática e Ciências Naturais no 2ºCEB; 2-Reflexão, problematização e investigação da ação educativa; 3- Práticas educativas promotoras de aprendizagens sustentáveis; 4-Conceção, desenvolvimento e análise de experiências e/ou projetos de investigação/formação/ação inerentes à prática educativa

Avaliação

Estágio nas disciplinas de Matemática e Ciências Naturais, desenvolvido em par pedagógico em turmas do 2º ciclo do EB. Da observação, conhecimento e identificação da turma,intervêm de forma planificada, organizada e avaliada, promovendo experiências pedagógicas de aprendizagens ativas, significativas, diversificadas e socializadoras. Nos Seminários, as temáticas ajudam a contextualizar e a consolidar a IE, refletindo individualmente e em grupo. Na OT, refletem com o supervisor a evolução do seu desempenho e com o orientador têm apoio para a realização do relatório ( cf. anexo com estrutura). A classificação inclui: (classif. de estágio x 60 + classif. do relatório x 40)/100 em que: Classificação do estágio = (classif. do Supervisor ESEPFx60 + classif. do Orient. Cooperantex40)/100 Classificação do Relatório de Estágio - sob a orientação científica de um doutor e/ou especialista, culminando o percurso investigativo iniciado nas outras UC de PES e com defesa pública.

Bibliografia

Alarcão, I.(2001) Professor-investigador: Que sentido?Que formação? Campos,B.P. (Org.) Formação profissional de professores no ensino superior.Porto:Porto Editora. Carvalho, A.,Lhoste,Y. (Orgs) Expérince et Problématision en Éducation.Porto:Afrontamento. Hargreaves, A. (2004) O Ensino na sociedade do conhecimento: a educação na era da insegurança, Porto: Porto Editora. Godinho, J. D. (Dir)(2004). Didatica de las Matematicas para Maestros. Departamento de Didactica de las Matematicas: Universidad de Granada Gonçalves, D.&Gonçalves, J.L. (2010) L´expérience comme problématision dans la supervision éducative. Fabre, M., Dias de Carvalho, A. & Lhoste,Y. (Orgs). Porto:Afrontamento Hargreaves, A. (2004)O Ensino na sociedade do conhecimento: a educação na era da insegurança, Porto:Porto Editora. Ponte, J.P. (1990) Didáticas específicas e construção do conhecimento. In J. Tavares; A. Pereira; A.P.Pedro; H.A. Sá (editores). Investigar e formar em educação: Actas do IV Congresso do SPCE. Porto.