Departamento de Formação em Educação Social

Licenciatura em Educação Social
5° Semestre Intervenção Artística na Comunidade
Objetivos de aprendizagem
Conhecer e mobilizar modelos teóricos da intervenção socioeducativa; Conhecer e mobilizar ferramentas de planificação e estratégias de intervenção tendo em conta as especificidades dos grupos; Reconhecer e valorizar competências pessoais, grupais e culturais para uma ação mais realista e adaptada ao contexto e às características específicas dos grupos; Dinamizar atividades adaptadas à diversidade dos grupos; Conhecer e experimentar metodologias e técnicas variadas de animação de grupos; Explorar materiais alternativos e desperdícios, como recurso privilegiado; Favorecer o desenvolvimento da criatividade e da imaginação; Valorizar a reutilização de materiais alternativos e desperdício com preocupação económica e ambiental; Explorar a potencialidade interdisciplinar associada à reutilização de material.

Conteúdos programáticos
1. Modelos de intervenção sócio Educativa Compreender os conceitos de projeto educativo, projeto cultural e projeto de animação Conhecer e analisar criticamente diferentes exemplos de intervenções socioeducativas; 2. Planificação da intervenção sócio educativa Planificar atividades de intervenção em projetos socioeducativos; 3. A educação artística e a intervenção sócio educativa: A educação artística como instrumento de intervenção nos vários contextos educativos 4. Técnicas de animação de grupos Reconhecer e valorizar os valores e crenças partilhados, de diferentes comunidades no sentido de adaptar a intervenção aos diferentes contextos sócio educativos Experimentar técnicas variadas de intervenção artística na comunidade; Planificar de atividades da área artística; Utilizar de materiais artísticos e culturais estimulantes e diversificados, privilegiando a reutilização criativa de materiais

Avaliação
Estratégias e recursos utilizados: Exposição teórica Trabalho individual Trabalho em grupo Contactos com diferentes experiências realizadas no âmbito da intervenção artística na comunidade com crianças e jovens (visualização de filmes, exposições, visitas?) Articulação das experiências realizadas em aula com os diferentes contextos socio educativos vivenciados. Os alunos serão capazes de articular de forma prática os conteúdos teóricos práticos que vão sendo trabalhados. Estas experiências serão sempre acompanhadas de comentários avaliativos (auto e hetero avaliação) no sentido dos alunos irem melhorando os aspectos em que a sua prática deve ser melhorada (avaliação formativa). Serão também avaliados de forma sumativa em dois momentos: uma avaliação individual escrita (50%) e outra de grupo (50%)

Bibliografia
Antunes, C. P. (2010). Projectos de intervenção artística. Diálogos com a Arte: revista de arte cultura e educação, 1, 51-61. Araujo, D. C. (2011). Lixo Extraordinário: intervenções socio-estéticas. DOC On-line: Revista Digital de Cinema Documentário, (10), 5-21. Bezelga, I. (2008). A abordagem intercultural do tradicional ao contemporâneo: um contributo para a Educação Artística. Os estudantes e a compreensão crítica da arte. 4, 26. Cortesão, Irene (2014). A magia dos sons a descoberta do ambiente sonoro como instrumento de intervenção educativa. in Sarmento, M., Fernandes, N., Tomás C., Trevisan, G., Dias, C. (2014) (Eds.). Direitos d (1) Guimarães, J., & Neves, T. (2013). A COMUNIDADE DANÇA? Reflexão sobre projetos de intervenção artística em contextos rurais. Educação, Sociedade & Culturas, (40). Sousa, Alberto B. (2003b). Educação pela Arte e Artes na Educação. 3 Volume Música e Artes Plásticas. Lisboa: Instituto Piaget. ISBN: 9789727716197