Departamento de Formação de Professores

Mestrado em Educação Pré-Escolar e Ensino do 1 Ciclo do Ensino Básico
4° Semestre Oficina do Conto
Objetivos de aprendizagem
1. Conhecer os fundamentos acerca do conto, bem como as orientações curriculares oficiais para a Educação Pré-escolar e para a Educação Literária no 1.o Ciclo do Ensino Básico; 2. Refletir sobre os fundamentos do conto, numa perspetiva de articulação entre os aspetos teóricos e a prática relacionada com a dinamização da hora do conto, assim como com a animação da leitura focalizada no género textual em questão; 3. Operacionalizar, fundamentadamente, os conhecimentos obtidos e a capacidade de reflexão na promoção de práticas pedagógicas em torno da hora do conto e da animação do conto dirigida a crianças em idade pré-escolar e escolar (1o CEB): adotar estratégias pedagógicas adequadas de promoção da leitura através do conto

Conteúdos programáticos
I. O Conto: conceitos e contextos 1.1.O Conto: génese e contextualização histórica 1.2. O Conto: fundamentos, características e percursores 1.3. O Conto: imaginação, fantasia e realidade 1.4. A Criança e o Conto - dimensões cognitiva, afetiva, ética, cultural e social 1.5. O Conto e a Pedagogia - da sala de fiar a escola 1.6. O Conto e a Psicanalise - o papel do conto na formação da personalidade 1.7.O Conto e seus Mediadores - a família, o educador e o professor 1.8. O Conto e a Formação de Mediadores: educadores e professores 1.9. A Hora do Conto: técnicas, recursos e estratégias II. A Hora do Conto 1.1. Ler e contar - oralidade e escrita 1.2. Oficina do Contador de Historias 1.3. Atividades de animação da leitura a partir do conto 1.4. O Conto na EPE e no 1.o CEB 1.5. Produção de recursos materiais para a dinamização da Hora do Conto 1.6. Articulação entre o corpus teórico e a pratica - vivendo os contos 1.7. Desenvolvendo oficinas do conto - textos da oralidade e de autor

Avaliação
Exposição, debate, analises de documentos, trabalho em grupo e individual. As horas de contacto visam a criação do quadro conceptual orientador da elaboração de atividades e recursos para a promoção da leitura. As aulas teóricas-praticas corresponderão a momentos de exposição oral da docente e dos estudantes, com base na apresentação e reflexão sobre os textos selecionados em cada ponto do programa, nos quais e veiculada informação teórica acerca de cada um dos conteúdos programáticos. E fomentada a participação dos estudantes na discussão das sistematizações e leituras preparadas pela docente e colegas no momento das OT. As aulas teórico-práticas visam ainda estimular, com base na reflexão critica e no debate, a planificação de atividades organizadas em sequências didáticas. A avaliação contínua prevê, para além de elementos de avaliação formativa, os seguintes elementos de avaliação sumativa: 1 trabalho individual (60%) e 1 trabalho de grupo (40%).

Bibliografia
ALBUQUERQUE, F. (2000). A Hora do Conto. Lisboa: Ed. Teorema. 972-695-400-2. BETTELHEIM, B. (1985). A Psicanalise dos contos de fadas. Lisboa: Bertrand. 978-972-25-2379-0. CAVALCANTI, Joana (2002). Caminhos da literatura infantil e juvenil. São Paulo: Paulus. 85-39-1848-1. CAVALCANTI, Joana. (2006). Malas que contam historias. São Paulo: Paulus. 972-30-1192-1. COELHO, N. N. (2012). O Conto de Fadas. Lisboa: Editora Nova Veja. 9789726999416. DIAZ, A. (2009). La importancia del cuento en la escuela. Innovaticion y experiencias educativas, 18, (1-9). Extraido el 15 de setembro de 2014/andalucia/modules/mod_ense/revista/pdf/Numero_18/ADOLFO_DIAZ_2pdf GOMES, J.A. (1996). Da Nascente a Voz. Lisboa: Ed. Caminho. IBSN 972-21-1046-2. HELD, J. (1978). L'imaginaire au pouvoir. Paris: Les Editons Ouvrieres. JEAN, G. (1981). Le pouvoir des contes. Paris: Castermann. TRACA, M. E. (1992). O Fio da Memoria - Do conto Popular ao conto para crianças. Porto: Porto Editora. ISBN 972.0.34050.9