Departamento de Formação de Professores

Mestrado em Educação Pré-Escolar e Ensino do 1 Ciclo do Ensino Básico
1° Semestre Prática de Ensino Supervisionada em Educação Pré-Escolar I
Objetivos de aprendizagem
Caracterizar o estabelecimento de EPE através da análise dos documentos do regime de autonomia, administração e gestão e atuar em conformidade Identificar a especificidade da organização do ambiente educativo e dos processos de desenvolvimento e aprendizagem das crianças da EPE Planificar de forma integrada e flexível, envolvendo a criança e partindo dos seus saberes/necessidades/interesses/ competências Intervir numa perspetiva curricular organizando o ambiente educativo e tendo em conta uma pedagogia diferenciada e princípios da aprendiz. ativa e participativa Refletir para adequar a ação educativa Utilizar técnicas e instrumentos de observação, registo, documentação e avaliação das atividades, do contexto e dos processos de desenvolvimento e aprendizagem das crianças Colaborar em iniciativas ao nível da instituição, da comunidade e do envolvimento das famílias Refletir e expressar as dimensões do desenvolvimento pessoal e profissional Relacionar práticas educativas c/ teorias

Conteúdos programáticos
- Autonomia, administração e gestão das instituições - Observação e caracterização do contexto, das crianças e das dinâmicas educativas - Organização do ambiente educativo - Planificação, concretização e avaliação da intervenção educativa - Desenvolvimento de projetos e atividades - Cooperação na ação educativa - Intervenção na comunidade e envolvimento parental - Reflexão, problematização e investigação da ação educativa

Avaliação
O estudante analisa os doc. de gestão e administração da instituição cooperante e, em estágio, atua em conformidade promovendo situações de desenvol. e aprendiz. integradas das crianças, organizando o ambiente educativo e pondo em ação atividades e projetos. Nos seminários as temáticas ajudam a contextualizar e a consolidar a intervenção educativa, refletindo quer individualmente, quer em grupo. Na OT refletem com o supervisor a evolução do seu desempenho e têm apoio do orientador para a elaboração do relatório. Classif. final=(Classif. de Estágio x70 + Classif. do relatório X30)/100, em que: Classif. Estágio=(Classif. do Supervisor ESEPF x60 + Classif. do Orientador Cooperante X40)/100 1 relatório parcial: sob orientação científica de um doutor e/ou especialista, as temáticas específicas decorrerão de questões emanadas da prática pedagógica e/ou articuladas com projetos/áreas de interesse de investigação e é realizado tendo em vista uma continuidade ao longo das diferentes PES.

Bibliografia
CEPPI, G. e ZINI, M. (2013). Crianças, Espaços, Relações - Como Projetar Ambientes para a Educação Infantil. Porto Alegre: Editora Penso CORTESÃO, I., NEVES,I., PEQUITO,P.(2014). Problematizar a metodologia de projeto articulando e avaliando aprendizagens. ATAS VI Encontro CIED Avaliação: Desafios e Riscos(223-240)Lisboa:CIE CRAVEIRO, C. (2007). Formação em Contexto-Um Estudo de Caso no âmbito da Pedagogia da Infância. Tese de Doutoramento. Braga: UM HOHMANN, M.; WEIKART, D. (2003). Educar a criança. Lisboa: F.Calouste Gulbenkian. NEVES, I. (2005). O desenvolvimento de competências práticas no contexto teórico do profissional reflexivo-um estudo de caso. Dissertação de Mestrado. Braga: UM OLIVEIRA-FORMOSINHO, J. (org.) (2011). O Espaço e o Tempo na Pedagogia-em-Participação. Porto: Porto Ed. SILVA, B. e CRAVEIRO, C. (2014). O Portefólio como estratégia de avaliação das aprendizagens na educação de infância: considerações sobre a sua prática.Revista Zero-a-seis. n29.p. 33-53