Departamento de Formação em Educação Social

Licenciatura em Educação Social
5° Semestre Língua Gestual
Objetivos de aprendizagem
Identifica mudanças na forma como a sociedade conceptualizou a educação de surdos Reconhece a língua gestual como um marcador cultural da comunidade Surda Discute a utilização da Língua Gestual nos vários contextos sociais Distingue os papéis e funções de intérprete de LGP e docente de LGP Domina algumas noções básicas de Língua Gestual Portuguesa Reconhece as diferentes configurações dos gestos Adquire vocabulário básico de algumas áreas temáticas

Conteúdos programáticos
1. A Língua Gestual como marcador cultural 2. Noções básicas de Língua Gestual 3. Utilização da LGP nos vários contextos sociais

Avaliação
Para além da visualização de vídeos e discussão de textos será privilegiada a componente de prática da LGP. A avaliação será feita através de uma pequena prova em LGP.

Bibliografia
AFONSO, Carlos (2008). Reflexões sobre a surdez. Porto: Gailivro. AMARAL, Maria Augusta (2002). Língua gestual e leitura em crianças surdas. Estudo experimental de aplicação de um modelo bilingue. Lisboa: Faculdade de Letras. BAPTISTA, José Afonso (2008). Os surdos na escola. A exclusão pela inclusão. Vila Nova de Gaia: Fundação Manuel Leão. FERREIRA, António Vieira (1991). Gestuário/Língua Gestual Portuguesa. Lisboa: Ministério da Educação e Ministério do Emprego e Segurança Social. LABORIT, Emmanuelle (2000). O grito da gaivota. Lisboa: Editorial Caminho. LANE, Harlan (1997). A máscara da benevolência. A comunidade Surda amordaçada. Lisboa: Instituto Piaget. MARTINS, Maria Raquel Delgado; COUTINHO, Amândio e AMARAL, Maria Augusta (1994). Para uma gramática da Língua Gestual portuguesa. Lisboa: Editorial Caminho. SVARTHOLM, Kristina. (1998). "Aquisição de segunda Língua por Surdos". Espaço. Brasil: Instituto Nacional de Educação de Surdos.