Departamento de Formação em Educação Social

Licenciatura em Educação Social
5° Semestre Estratégias de Reinserção Social
Objetivos de aprendizagem
1. Reconhecer a relatividade dos conceitos de norma, desvio e crime, como enquadradores dos valores sociais fundamentais 2. Identificar contextos problemáticos de intervenção, com populações específicas, reconhecendo o valor da inclusão social como acto de cidadania e indivíduos e grupos 3. Mobilizar conhecimentos de práticas institucionais e políticas sociais de reinserção social, a partir de uma perspectiva crítica e reflexiva 4. Problematizar uma realidade, analisando as respostas institucionais, as estratégias e as práticas de reinserção, a partir de uma postura reflexiva, atenta e crítica, equacionando o papel do educador social na reinserção social

Conteúdos programáticos
1. Da Integração social a) norma e desvio - breve análise conceptual b) processos de precarização e vulnerabilidade nas sociedades contemporâneas 2. O sistema penal e prisional a) Pena versus reinserção b) Liberdade versus encarceramento 3. Âmbitos de actuação da Reinserção Social a) reclusão - estigma, reclusão e possibilidades de reinserção b) toxicodependência - importância da prevenção e do trabalho em rede; as dimensões da reinserção social. A reinserção na família e no mercado de trabalho c) cidadãos portadores de deficiência - família e protecção social; Emprego Protegido d) saúde mental - Família, unidades de saúde e comunidade; tratamento hospitalar e) crianças e jovens em risco - sistema Tutelar de Menores; Centros Educativos e Instituições para Menores em risco 4. O papel do educador social nos diferentes âmbitos de actuação a) o educador na reinserção social b) o papel das equipas multidisciplinares e do trabalho em rede

Avaliação
As aulas mobilizam-se a partir de Exposição e análise de textos, e de momentos de trabalho individual e coletivo. As aulas serão divididas por momentos de produção de sínteses teóricas pela docente da unidade, e pela discussão com os alunos quer de textos trazidos anteriormente na aula, quer de material analisado no momento da aula. Os alunos são convidados a debater, discutir, refletir acerca das propostas, dos filmes visionados, e dos trabalhos de grupo, em cada aula, de modo a que todos os grupos tomem contacto com os diferentes conteúdos programáticos da unidade curricular. Da avaliação fazem parte um teste de avaliação de conhecimentos teóricos (40%) e a realização de um trabalho prático, interligado com a unidade curricular de Populações em Risco, com 60% da avaliação final. Neste trabalho, os estudantes refletem acerca de um dos domínios específicos de atuação trabalhados em aula.

Bibliografia
AGRA, Cândido da (1998), Entre droga e crime, Lisboa, Notícias Editorial.ISBN 978-972-46-1794-7 BANDEIRA, Marina; Ireno, Esther de Matos (2002), "Reinserção Social de Psicóticos: Avaliação Global do grau de assertividade, em situações de fazer e receber crítica" in Psicologia: Reflexão e crítica, 15(3), 665-675. CARVALHO, Maria João Leote (2003), Entre as malhas do desvio: jovens, espaços, trajectórias e delinquência, Oeiras, Celta Editora.ISBN 972-774-166-5 FERNANDES, Luís (1998), O sítio das drogas, Lisboa, Notícias Editorial.972-46-0966-9 FERNANDES, Luis (2006), "O Medo à Cidade", Actas do Encontro Intervenção Social, Saberes e Contextos, Porto, Edições ESE Paula Frassinetti, pp. 99:110.ISBN 972-99174-3-4 PAUGAM, Serge (2003), A Desqualificação Social. Ensaio sobre a nova pobreza, Porto, Porto Editora.ISBN 972-0-34856-9 PIMENTEL, Alberto Manuel Ferreira (2001), Acção Social na Reinserção Social, Lisboa, Universidade Aberta.ISBN 972-674-331-1